terça-feira, junho 06, 2017

CONSCIÊNCIA - Manolis – Tradução Eric Ponty



Falecem olhos serenos

Oscilação veloz dos olhos

Cortinas cremosas coradas pelo sol

Calor leve em sua mente

Corpo quase refrescante

No grito da água

Em algum lugar no submundo

Pedras e dunas de areia

Costa encharcada de lamúrias

O viajador sem chapéu

E um sol no raio distante

Rindo detrás das nuvens

Nada jaz para sempre

Manchas

Ausência

Última

Respiração
Manolis – Tradução Eric Ponty

Nenhum comentário: